qui., 13 de ago. | Instagram @clubekpalun e @webertdacruz

Fotografia: processo de educação e expressão artística

Live com Webert da Cruz para tratar sobre fotografia na educação e e como expressão artística, também debateremos sobre o papel da fotografia para quebrar os silenciamentos e a invisibilidades.
A inscrição está fechada
Fotografia: processo de educação e expressão artística

Horário e local

13 de ago. de 2020 20:00
Instagram @clubekpalun e @webertdacruz

Sobre o evento

A comunicação é um direito humano e passou a ocupar um espaço cada vez maior e fundamental neste período de Pandemia. Com o distanciamento social, a internet nos aproximou em alguns aspectos e, ao mesmo tempo, ampliou a potência das imagens fotográficas. Palavras ditas ou escritas já não dizem tudo o que queremos manifestar.

Desde os tempos primitivos a representação por imagem permitiu a emancipação do ser humano. E hoje, quais as possibilidades que a fotografia pode suscitar em processos educativos? Como podemos manifestar nossos sentimentos e ideias, e ainda, provocar mudanças na sociedade por meio de fotografias?

Promoção

Esses e outros temas são promovidos pleo Clube Kaplún de Educomunicação de Brasília e conduzido pelo prof. Joadir Foresti, diretor do Kaplún.

Participe

Acesse o Instagram @clubekpalun e @webertdacruz

Envie suas perguntas e contribuições.

Como a fotografia promove a construção da identidade, da história

Debate

Evento faz parte do conjunto de Lives com Debates sobre Educação, Comunicação e Tecnologia

Webert da Cruz é jornalista, fotógrafo, designer gráfico, produtor cultural e educomunicador. Pós-graduando em ‘FOTOGRAFIA COMO SUPORTE PARA A IMAGINAÇÃO NO ESPAÇO F/508 de Cultura’. Trabalha desde 2009 em organizações do terceiro setor, movimentos sociais e iniciativas culturais. Ativista por direitos humanos desde adolescente, foi educomunicador na Revista Viração da ONG Viração Educomunicação, participou também da Rede de Adolescentes e Jovens Comunicadoras e Comunicadores – Renajoc no debate sobre juventude e direito à comunicação no Brasil. Trabalhou como educador social no Circuito Jovem Marista em Ceilândia (DF). Atuou com temáticas sobre economia solidária e associativismo no Instituto Marista de Solidariedade (IMS). Tem experiência na redação do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) e no escritório do Fundo de População das Nações Unidas – UNFPA/Brasil com pautas sobre juventude negra, direitos sexuais e reprodutivos e também de diversidade de gênero e sexualidades. Atua como comunicador popular na comunidade cultural do Mercado Sul em Taguatinga (DF), é um dos idealizadores do Coletivo de Comunicação Retratação e realiza consultorias como educomunicador no projeto ONDA – Adolescentes em Movimento Pelos Direitos do Instituto de Estudos Socioeconômicos - INESC no trabalho com adolescentes de escolas públicas e Unidades de Internação do Sistema Socioeducativo.

A inscrição está fechada

Compartilhe este evento