Nossa história

Origem

Nossa história começou em 31 de agosto de 2018. Mas o sonho já é mais antigo. Nessa data aconteceu o lançamento do livro Educomunicação – sua imagem está na tela, resultado de oito anos de pesquisas e atividades de extensão em Educomunicação, junto à Universidade Católica de Brasília (UCB/DF). O livro, organizado por Joadir Foresti, em coautoria com Janete Cardoso e com participação de diversos autores. A obra conta com artigos, experiências e projetos de Educomunicação voltados à superação do bullying, convergência digital, estudos de cultura midiática nas licenciaturas e acessibilidade, contou ainda com artigo do prof. Ismar de Oliveira Soares e apresentação do reitor da UCB/DF, Jardelino Menegat.

O nome Clube Kaplún se deu em homenagem ao radialista e escritor argentino (1923-1998) Mario Kaplún. Um dos maiores edu-comunicadores do século XX. Foi graças a ele que o termo educomunicador foi cunhado. Mario Kaplún e Paulo Freire, sistematizaram as conexões necessárias para a emancipação social por meio da interação entre comunicação e educação

O sonho

O sonho de concretizar o Clube iniciou em 2018, durante o período de edição do livro Educomunicação – sua imagem está na tela, quando o coordenador do projeto, prof. Joadir Foresti, lançou-se o desafio de constituir uma agremiação que reunisse pessoas e instituições interessadas em divulgar e fazer acontecer a Educomunicação no Distrito Federal. O apelo motivador era o de conectar as pesquisas acadêmicas, os conhecimentos adquiridos e a experiência em comunicação e educação, em um projeto que se conectasse a propostas de cultura maker e formação de educadores. O primeiro passo dado foi o de sistematizar as ideias em forma de projeto e começar a divulgá-las entre as pessoas conhecidas e interessadas no tema. O projeto foi sendo ajustado e alinhado e, no final de 2018, já tinha uma marca e um nome oficial: Clube Kaplún de Educomunicação de Brasília. A base de pensamento e de ação do Clube Kaplún foi calcada inicialmente em três eixos temáticos: alfabetização midiática, processo de comunicação e Educação e Cultura maker.

A divulgação

O sonho de concretizar o Clube iniciou em 2018, durante o período de edição do livro Educomunicação – sua imagem está na tela, quando o coordenador do projeto, prof. Joadir Foresti, lançou-se o desafio de constituir uma agremiação que reunisse pessoas e intuições interessadas em divulgar e fazer acontecer a Educomunicação no Distrito Federal. O apelo motivador era o de conectar as pesquisas acadêmicas, os conhecimentos adquiridos e a experiência em comunicação e educação, em um projeto que se conectasse a propostas de cultura maker e formação de educadores. O primeiro passo dado foi o de sistematizar as ideias em forma de projeto e começar a divulgá-las entre as pessoas conhecidas e interessadas no tema. O projeto foi sendo ajustado e alinhado e, no final de 2018, já tinha uma marca e um nome oficial: Clube Kaplún de Educomunicação de Brasília. A base de pensamento e de ação do Clube Kaplún foi calcada inicialmente em três eixos temáticos: alfabetização midiática, processo de comunicação e Educação e Cultura maker.

A consolidação

O Clube Kaplún se consolidou como um ‘hub de incentivo à criatividade e inovação, por meio da interação entre comunicação, educação e tecnologia’. Os participantes do Clube se constituem em pessoas e instituições interessadas em consolidar as ações do Kaplun como participantes esporádicos, consultores e instituições parceiras.

Neste curto tempo de existência já foi possível congregar diversas atividades, pesquisadores e registrar iniciativas de Educomunicação realizadas no Distrito Federal, por meio de eventos e publicação de informações no blog do Clube. No segundo semestre de 2019, os esforços se concentraram no incentivo a criação do Núcleo de Educomunicação do Distrito federal, ligado à ABPEducom, uma vez que a região conta com diversos associados, pesquisadores e simpatizantes, interessados em aprofundar os temas da Educomunicação. Em 2020, em plena pandemia do Coronavírus, o Clube marcou sua contribuição por meio de lives chamadas ECT Debates (Educação, Comunicação e Tecnologia) disponíveis no canal do YouTube - https://www.youtube.com/clubekaplun

Início do Instituto Kaplun

Em 2021, ainda durante o período de pandemia do Coronavírus e após um período de remodelagem estratégica, o Clube Kaplún e a empresa de consultoria APPUI Desenvolvimento LTDA, até então mantenedora do Clube, se consolidam como Instituto Kaplun de Comunicação e Educação. Assim o Instituto Kaplun se apresenta por meio de seus três Eixos temáticos e um operacional: Educação midiática, Cultura Makere Projeto de vida Minhas Escolhas. Em sua parte operacional, o Instituto presta assessorias. Seus programas mais conhecidos são: o Clube Kaplun de Educomunicação de Brasília, Mindset Maker - Educadores do futuro e Minhas Escolhas, Minha Vida.

O Instituto Kaplun, como clube, conta com uma rede de parceiros dentre instituições e consultores – profissionais que atendem a temáticas específicas. Os principais enfoques estão na formação de educadores, agentes sociais, e profissionais preocupados com a educação midiática.

O Kaplun é coordenado e dirigido pelo professor e doutor em comunicação, Joadir Foresti e pela professora e doutora em e educação, Janete Cardoso. O Instituto Kaplun mantém seu vínculo com os parceiros e confirma seu compromisso com a educação midiática, vinculada à Educomunicação.

É um prazer receber você para continuar esta história.
Forte abraço,

Prof. Joadir Foresti